Blog

Adestrar o dono

Adestrar sempre o dono, quando digo isso muitos normalmente me acham antipático. Adestramento sem a participação do dono ou quando o dono simplesmente não quer mudar a forma com que se relaciona com o cão, ou mesmo mudar pequenas atitudes que levam o cão, para comportamentos indesejados, realmente não dá.

Muitos cães tem problemas comportamentais criados em função de posturas erradas de seus donos. Quando seu cão é filhote e pula em você, você diz nossa que bonitinho… quando ele cresce e pula em você e nas suas visitas, você diz que ele tem problema comportamental.

Quando você senta para jantar, e o cão fica do seu lado com aquela carinha… pedindo, um pouquinho de comida por favor… O que você faz? Dá um pouquinho para ele. Depois… diz ou seus amigos dizem que seu cão é mal-educado, que não deixa ninguém comer em paz… “chato aquele cachorro”.

Quando você leva o cão ao veterinário ou para tomar banho e ele demonstra medo, o que você faz? Consola ele, abraça pega no colo, passa a mão na cabeça, ” calma Rex, calma, vai dar tudo certo eu estou aqui…. Isso faz o problema muito maior, você está alimentando o medo, esse exemplo serve também para trovoes, fogos de artificio…. É preciso entender a hora e a forma correta de apoiar.

Quando você sai na rua e seu cão late para outro ou vice-versa, o que você faz? Passa a mão na cabeça dele, abaixa e conversa com o cão fazendo carinho…. O que ele pensa? Estou certo em latir ou nossa devo ter medo mesmo, coitadinho de mim….

Quando você vai levar o cão para passear e diz rua, ou quando pega a coleira e ele fica alucinado, o que você faz? Coloca a coleira e sai com ele em estado de alucinado. O que você fez? Recompensou seu cão por seu comportamento alucinado. Depois continua na rua com seu cão puxando pela coleira com comportamento alucinado. O que você está fazendo continuando? Recompensando por puxar na coleira. Depois quando chegam na praia ou parque e o cão começa a pular, latir…. O que você faz? Solta ele e deixa ele ir brincar. O que você fez? Deu a maior recompensa de todas por ele se portar como louco e latir. Mas depois ainda piora…

Depois de meia hora do cão brincando solto e feliz…. O que você faz? Chama seu cão e quando ele vem até você, você coloca a coleira nele e acaba a brincadeira…. O que você fez? Disse a ele que toda vez que você chama e ele vem….   A brincadeira acaba. No dia seguinte quando você chama e ele não vem, a coisa fica pior ainda, “Vem Rex, Vem” e ele nem te olha, tipo se eu for a brincadeira acaba….  Então com toda a sabedoria canina o dono começa a gritar com o cão, e grita cada vez mais pois ele não vem mesmo, aí começam os xingamentos e ameaças, “droga de cachorro, se você não vier…”Ora você iria para alguém te chamando aos berros?  Até que finalmente o dono consegue pegar seu cão e faz o que? Abaixa, segura o cão e começa a xingar, gritar com o cão, isso quando não bate. Ai então que ele não vai vir mesmo, vai e fugir.

Esses são alguns exemplos do que vemos por aí. Cuidado com o que faz com seu cão, você pode estar, sem perceber, causando os problemas comportamentais dele